Selena

Hoje, exatos 14 anos mi reina partia rumo as mansões celestes, vitima de uma pequenês e incompreensão que até hoje me causa arrepios. Sem querer – melhor, sem PODER – julgar as atitudes e escolhas de ninguém, só posso lamentar profundamente o que levou a assassina a executar a hedionda morte, pensando que poderia acabar com um bom final algo que foi escolhido com base no mal…

Abaixo, um texto que escrevi anos atrás, tentando recompor o última dia de vida de nossa rainha… era, então 31 de Março de 1995…

Era seu último dia de vida, mas ela ainda não sabia. Acordara cedo naquela sexta-feira. Fora dormir bem tarde na noite anterior, e o sono que deveria ter sido repousante, conseguira somente trazer-lhe mais cansaço, sendo sufocante. Levantou-se, pois havia 1 milhão de coisas que deveria fazer e, apesar do desejo de continuar na cama até mais tarde, não se viu em condições de faze-lo, porque se não começasse logo, nunca terminaria. Tomou um banho, mas nem percebia a água que caia, saindo rapidamente do box, vestindo a primeira roupa que encontrou. Uma angústia, algo que não sabia decifrar tomava conta de seu peito, não deixando que pensasse em outra coisa aquela manhã. Pegou o carro e saiu. Na noite interior tivera uma discussão calorosa com a gerente geral de suas empresas, por conta de alguns documentos extraviados, onde a funcionária estava sendo acusada de ter-se apoderado indevidamente deles, cabendo a ela a devolução. Assim, após muita negociação, os mesmo foram entregues. Mas, o que Selena não havia percebido de pronto, era que ainda faltavam alguns documentos, dando pela falta quando já havia chegado em sua casa, após tê-los examinado um a um, tendo se recolhido tarde da noite. Estava parada no farol e pensava como sua vida mudara de alguns dias para cá. A turnê, os shows que viriam, tudo a deixava ansiosa e preocupada. Sorriu para uma criança no carro ao lado, e logo após riu-se de si mesma, pensando: “Bobagem, tudo está muito bem, da forma como têm de estar. Nada vai sair errado”. Partiu, chegando ao Hotel onde estava Yolanda. Cumprimentou os funcionários do hotel que a receberam com sorrisos e mesuras. Dirigiu-se ao quarto à procura de Yolanda, que já a esperava. Yolanda começou a chorar copiosamente, enquanto Selena pedia os documentos da empresa, resolvendo de vez aquele problema. Mas Yolanda não mudava sua atitude. Selena olhava para o relógio impaciente, pois tinha uma nova música para gravar nos estúdios de sua família, com seu irmão A.B. e sua irmã Suzzette, e os sabia extremamente pontuais, e de como ficavam irritados com seus atrasos. Mas, sempre diziam: os atrasos de Selena fazem parte total de seu encanto, ao que ela ria deliciada. Até que, derrepente, Yolanda sacou de um revólver, dizendo que iria se suicidar. Selena apavorou-se, sentiu uma dor forte nas costas, quase a impedindo de respirar, mas acalmou-se. Primeiro conversou com Yolanda, mostrando-lhe a ineficácia de seu ato; mas ela estava louca, não queria ouvir ninguém. Então, entre Yolanda e Selena começou uma luta desesperada, cada qual pela posse da arma, onde Yolanda, conhecendo muito bem a natureza pura de Selena, sabia que ela não permitira um ato como aquele com a vida de um ser humano. Como ela já havia premeditado isso, disparou um tiro, que atingiu certeiro às costas de Selena, varando o seio direito. Selena sentiu sua vista turva, e o sangue lhe corria pelo corpo, sem piedade alguma. Ainda teve tempo de chegar até a recepção do hotel, pedindo socorro, onde os funcionários perguntavam de quem partira o tiro, podendo ainda ouvir de seus lábios: “Yolanda”. Perdeu os sentidos. Sentia-se morrer a cada instante, onde agora estava justificada sua angústia e mal-estar pela manhã. Sentiu que partia a cada minuto, e não queria nem tinha que olhar para trás. Viu, logo adiante, que alguém a esperava com os braços abertos. Não definiu quem era, nem sentiu medo. Sentiu-se reconfortada com aquele olhar ao longe, quando ouviu mentalmente: “Selena, hoje te livrastes de pesados encargos do passado. Aguarda tua libertação, pois ainda estás presa ao cativeiro terreno. Que Deus abençoe sua passagem, e todo o brilho que a acompanha. Logo mais entenderá o porque de tudo”. Sentiu-se reconfortada, e os médicos sentiam que ela somente dormia, mas ainda não estava fora de perigo. A partir de então tudo aconteceu muito depressa. A.B. e seu pai haviam ido almoçar, e justamente quando retornaram, a família já havia sido comunicada do acidente. As ambulâncias vieram, tentando reanimar o corpo, que precisava urgente de uma transfusão de sangue. Mas seu pai, tendo se convertido ainda na adolescência à Testemunha de Jeová, a exemplo de seu pai, não permitiu que ela fosse feita, fazendo com que Selena tivesse morte por esgotamento. Durante dias foi luto total em Corpus Crhist, onde a vida daquelas pessoas fora marcado para sempre, pela revolta e inconformismo. A estrela da alegria e do amor partira. A flor mais bela e mais pura daquele canteiro, arrancada inutilmente, jamais poderia ser admirada novamente. Aquela garota encantante, que com um sorriso conseguia alegrar multidões estava agora ao poder do infinito. Sua voz, sua personalidade, tudo agora era uma veste rota, que o tempo se incumbiria de destruir, no constante processo de transformação da vida.

selena

Sonhando com você [ Dreaming of You ]

Tarde da noite quando o mundo está dormindo
Eu fico acordada e penso em você e eu peço a estrela
Que em algum lugar você esteja pensando em mim também
Porque eu sonharei com você esta noite
Até amanhã eu irei abraçá-lo apertado
E não há lugar melhor no mundo para estar
Do que aqui no meu quarto sonhando sobre você e eu
Eu me pergunto se você me vê e eu me pergunto se você
sabe que eu estou lá (eu estou lá)
Se você olhasse em meus olhos, você veria o que há por dentro?
Você ao menos se importaria?
Eu só quero abraçar você bem perto, mas até agora
Tudo o que tenho são sonhos com você
Então eu espero pelo dia e pela coragem de dizer
O quanto eu amo você
Sim, eu amo
Porque eu sonharei com você esta noite
Até amanhã eu irei abraçá-lo apertado
E não há lugar melhor no mundo para estar
Do que aqui no meu quarto sonhando sobre você e eu
Não consigo parar de pensar em você
Não consigo parar de pensar
Não consigo parar de pensar em você
Tarde da noite quando o mundo está dormindo
Eu fico acordada e penso em você
E eu ainda não acredito que
Você veio até mim e disse
Eu te amo
Eu te amo também
Agora eu vou sonhar como você essa noite
Até amanhã e pelo resto da minha vida
E não há lugar melhor no mundo para estar
Do que aqui no meu quarto sonhando com você para sempre

************************

O vídeo abaixo é triste; mostra um pouco a trágica partida de nossa rainha, e lhe rende uma linda e justa homenagem! Vale a pena assistir, apesar do que guarda de sentimentos…

Anúncios

Sobre Fábio Galan

Masculino, 34 anos, solteiro. Resido em Guarulhos, São Paulo - Brasil. Sou Supervisor de Suporte Técnico, do ramo de Tecnologia da Informação.
Esse post foi publicado em Selena e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s