Entrevista sobre a Selena no Jornal Nacional

Exibida no Jornal Nacional em 23 de outubro de 1995, apresentada pelos jornalistas Sérgio Chapelin e Cid Moreira

 Reportagem narrada por Hermano Henning

NOTA: as imagens a seguir constam do vídeo para melhor ilustrar.

 Sérgio Chapelin:

 A revolta de milhões de americanos chega ao fim. É considerada culpada a fã que matou a cantora conhecida como a “madonna” da música hispânica. E neste momento, decidem se ela vai passar o resto da vida atrás das grades.

 – Começa tocando o clipe Amor Phohibido, a partir do refrão –

 Narração de Hermano Henning:

 “Ela era a madonna da música tejana, uma mistura de ritmos latinos com a música pop americana, que floresceu no Texas, em meio aos imigrantes latinos.

Selena Quintanilla-Perez, ou apenas, Selena. – Começa a tocar Como la Flor, que foi apresentada por Selena no Tejano Musica Awards de 1993 – Tinha 23 anos quando foi morta com um tiro de revólver, nas costas, num hotel em Corpus Christi, cidade do Texas.

 O crime abalou uma parte expressiva do país: um mundo americano de língua espanhola; mais de 20 milhões de pessoas.

 Quem matou, foi a presidente do fã-clube de Selena, Yolanda Saldivar. Depois do crime ela ameaçou se suicidar dentro de uma caminhonete; ela dizia chorando e desesperada que tinha sido um acidente. Foi presa, e agora, condenada.

 

 Os advogados de defesa sustentaram que ela tinha arma, um revólver calibre 38 de fabricação brasileira, para se suicidar, e acabou atingindo a cantora.

 Os promotores disseram que foi um crime premeditado: Yolanda gerenciava as boutiques da cantora e foi acusada de ter embolsado US$ 30.000,00 [ Trinta Mil ] dólares indevidamente.

 O julgamento durou duas semanas; e a decisão do júri, foi tomada em duas horas.

 Sérgio Chapelin:

 Os jurados continuam reunidos no Texas; a pena de Yolanda Saldivar será anunciada ainda esta noite.

 Em 25 de outubro de 1995, Sérgio Chapelin noticia em pequena nota do Jornal Nacional que Yolanda Saldivar foi condenada em primeira instância a 30 anos de prisão.

Anúncios

Sobre Fábio Galan

Masculino, 34 anos, solteiro. Resido em Guarulhos, São Paulo - Brasil. Sou Supervisor de Suporte Técnico, do ramo de Tecnologia da Informação.
Esse post foi publicado em Selena e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s